PUBLICAÇÃO: Abdon Batista celebra o sucesso do IV Rodeio Artístico e Cultural e IX Celeiro da Poesia

Após dois anos de pausa evento nacional foi retomado para trazer alegria e exaltar a cultura tradicionalista gaúcha

Publicação
01/07/2022 - 17:15:00
Atualização
04/07/2022 - 13:19:47

Abdon Batista celebra o sucesso do IV Rodeio Artístico e Cultural e IX Celeiro da Poesia

Após dois anos de pausa evento nacional foi retomado para trazer alegria e exaltar a cultura tradicionalista gaúcha  

“Tradição é o resultado da história viva de um povo”. E esta história esteve vivíssima durante os dias 25 e 26 de junho com a realização do IV Rodeio Artístico e Cultural Nacional e a 9° Edição do Celeiro da Poesia no município de Abdon Batista. Apresentações de Danças típicas, declamações, Chula e shows ao vivo foram as atrações do evento que reuniu pessoas de diversos municípios e que são apaixonadas pela cultura gaúcha. O projeto foi idealizado pelo professor Giovani Premieri, tendo a Produção Cultural do Instituto Humaniza, patrocínio da Enercan – Campos Novos Energia S.A e Prefeitura de Abdon Batista, e realização da Secretaria Especial de Incentivo à Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.

A adesão das pessoas foi grande ao evento, comprovando que a herança cultural é fortemente presente na região. Crianças, jovens e idosos que carregam o sangue gaúcho se orgulham de participar ativamente deste momento especial para Abdon Batista. Treinados e dedicados ao trabalho realizado junto ao professor Giovani, os alunos foram um espetáculo em cada apresentação A cadência em cada passo de dança e o movimento dos trajes foram um show de beleza. Aperfeiçoado a cada ano, o evento reforça a ideia de que a arte e cultura de um povo é atemporal e seu significado marca o passado, presente e futuro.

Estudioso incansável da cultura gaúcha deixada pelos italianos que aqui se firmaram, Giovani afirma que a cultura é dinâmica e movimenta-se de acordo com o tempo, porém, continua mantendo sua essência. “Não vivenciamos o passado, mas projetamos os costumes antigos para os dias atuais. Dançamos músicas antigas, vestimos trajes antigos, mas com as potencialidades da atualidade. Unimos os recursos atuais para não descaracterizar os costumes antigos”, declara Giovani, cheio de alegria por mais evento concluído com sucesso.

As palavras de Giovani concordam com a conclusão do cientista político Bruno Garschagen sobre tradição. “Tradição significa transmissão, por gerações sucessivas, de um patrimônio de valores comuns, mantidos sempre no que têm de essencial, corrigidos quando necessário, além de incessantemente melhorados e acrescentados. Desse entendimento, advém a bela definição dada pelo filósofo Juan Vázquez de Mella: “tradição é o progresso hereditário”. Estando vinculada às raízes de um
povo, a tradição é nutriente e também colheita do labor humano. É o elo com o passado vívido, uma grande conversação com os antepassados que nos permite ter uma noção mais ou menos exata da razão por que somos quem somos”.

Grande incentivador da cultura e da arte, o Instituto Humaniza reconhece a importância que o Rodeio Artístico e Cultural e o Celeiro da Poesia têm para a história de Abdon Batista e região, assim como a Prefeitura de Abdon Batista e a Enercan Campos Novos que são patrocinadores deste rico e belo evento que engrandece o município.

Lei de Incentivo à Cultura, Produção Cultura do Instituto Humaniza, apoio do Conjunto Folclórico Flor de Ipê, patrocínio da Enercan – Campos Novos Energia S.A e da Prefeitura Municipal de Abdon Batista, realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo Governo Federal. 


Galeria de Imagens


Nome do Autor: Instituto Humaniza
Fonte da Publicação: Instituto Humaniza

Compartilhe: