PUBLICAÇÃO: Instituto Humaniza, Irani Papel e Embalagem S.A. e Celesc Distribuição S.A. iniciam o projeto “Sabe o Lixo? Virou Arte!” em Catanduvas

Publicação
04/04/2022 - 13:43:00
Atualização
05/04/2022 - 14:17:36

Instituto Humaniza, Irani Papel e Embalagem S.A. e Celesc Distribuição S.A. iniciam o projeto “Sabe o Lixo? Virou Arte!” em Catanduvas

O meio ambiente é pauta constante na mídia, e a questão do lixo é uma das principais. O que podemos fazer para contribuir com está causa? Que tal transformar o lixo em arte? Está é a proposta do projeto ‘Sabe o Lixo? Virou Arte?’ Idealizado pelo Instituto Humaniza. O mês de abril é um momento de grande expectativa e emoção, pois os encontros das oficinas voltam ser presenciais. Em 2022 as cidades que participarão do projeto são: Cantanduvas, SC, Vargem Bonita, SC, Anita Garibaldi, SC, e Celso Ramos, SC. Nesta segunda-feira (4), o projeto inicia em Catanduvas.

A proposta do “Sabe o Lixo? Virou Arte” é reutilizar objetos que iriam para o Lixo, como panelas velhas, garrafas pet, latas, e transformá-las em Instrumentos musicais e promover oficinas de música. As oficinas serão ministradas por oficineiros do grupo Patubatê, especialistas em percussão a partir da sucata. O diretor do grupo Patubatê, Fred Magalhães, que é um dos instrutores das oficinas, diz que os ensinamentos vão além das questões ambientais.

Fred faz questões de citar que o trabalho envolve diversas áreas, e que a reciclagem acontece de dentro para fora. “Neste projeto conseguimos fomentar as questões ambientais, educacionais e culturais. É algo rico e completo. Temos oficinas para professores para que possam integrar esse conhecimento à outras matérias. Não reciclamos apenas objetos, também reciclamos pessoas e ideias. O maior resultado do nosso trabalho é a transformação de vida. Ajudamos as pessoas a ter uma nova perspectiva de vida. Trabalhamos boas maneiras, o respeito ao próximo, o auto respeito”, destaca.

As atividades do “Sabe o Lixo? Virou Arte” funcionam durante todo o ano. Neste primeiro momento a equipe do Batubatê desperta os alunos, que incluem professores das escolas e estudantes, para a consciência sobre o lixo, arte, educação e meio ambiente. Após a primeira semana os alunos prosseguem aprendendo, praticando o que aprenderam e projetando ideias para serem apresentadas na conclusão do projeto. Entre setembro e outubro os alunos se preparam para participar do concurso que fecha as atividades do ano. Aprendizado e muita diversão não faltam aos participantes do projeto. O Instituto Humaniza, as empresas patrocinadoras e apoiadoras entendem a forte contribuição na formação desses alunos.

Lei de Incentivo à Cultura, produção cultural do Instituto Humaniza, patrocínio da Irani Papel e Embalagem S.A. e da Celesc Distribuição S.A., realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.


Galeria de Imagens


Nome do Autor: Instituto Humaniza
Fonte da Publicação: Instituto Humaniza

Compartilhe: